O Google Maps finalmente ganhou o suporte para navegação offline no Android, mas o recurso está longe de ser novidade para os usuários do HERE Maps, aplicativo oficial da Nokia para smartphones com Windows Phone, iOS eAndroid. Ambos permitem que os usuários naveguem economizando dados ou enquanto estiverem sem conexão à Internet. 

Waze ou Here: qual é o melhor aplicativo de trânsito para usar no celular?

No entanto, qual será a melhor opção para o usuário? O TechTudo compara ambos os serviços de localização e traz a resposta para você.

Google Maps ou Here? Descubra qual aplicativo tem a melhor função offline

– Download dos mapas: Here Maps

Tão importante quanto a oferta de uma funcionalidade é a facilidade que um usuário tem para encontrá-la e usá-la. NoGoogle Maps, há diferentes formas de fazer o download dos mapas. Na atualização mais recente, basta pesquisar por um local e, no card dele, tocar em “Download”. No entanto, esse atalho ainda não está disponível para todos os celulares, sendo necessário tocar nas reticências do topo do card ou acessar o menu “Seus lugares”.

Google Maps introduziu download de mapas para navegação offline

Ao fazer o download de uma área, o Google não considera divisas e mapas políticos. Para baixar, é preciso posicionar a área desejada dentro do mapa, usando zoom para aumentar ou diminuir a abrangência. Isso impede, por exemplo, que o usuário faça o download apenas da cidade ou do estado do Rio de Janeiro. Por outro lado, dá flexibilidade para que dispositivos com pouca memória baixem apenas um bairro ou parte dele.

O Here Maps, por outro lado, trabalha com um sistema mais organizado de download, embora menos flexível. Para baixar mapas, é possível acessar o menu lateral do dispositivo e, em seguida, escolher a opção “Baixar Mapas”. Ao contrário do Google, o Here trabalha com regiões e mapa políticos divididos de forma gradativa, começando em continentes, passando por países e até em regiões ou estados, como é o caso do Brasil.

Here Maps oferece divisão política para que usuários baixem os mapas

De forma geral, o Here oferece uma alternativa mais fácil para quem quer baixar mapas dos locais que navega. Se você dirige apenas dentro do seu estado, pode baixar o mapa do mesmo. Se visita os estados vizinhos, é só baixar a região toda. Assim, é possível garantir que você não enfrentará problemas caso saia de uma área mais limitada, como é o caso do Google.

– Limite de downloads: Here Maps

Por enquanto, o Google limita o download de mapas a 2,5 GB, o que parece ser suficiente para a maior parte dos usuários. No teste feito pelo TechTudo, o download que cobre a região metropolitana do Rio até o noroeste fluminense e parte de Minas Gerais, área máxima permitida pelo aplicativo, ocupou um total de 340 MB na memória do telefone.

Google Maps possui área bem limitada, enquanto Here aceita mapas maiores

No Here Maps não há limite e o usuário pode baixar até o mapa do mundo inteiro, se tiver os cerca de 30 GB necessários para isso. Na comparação com a área baixada no Google, o estado de todo o Rio de Janeiro ocupa apenas 204 MB, 136 MB a menos que o rival. Para o sudeste completo são 634 MB. Entre diferentes dispositivos foi observada uma variação no tamanho dos mapas, que pode estar relacionada às diferentes resoluções de tela.

– Informações no mapa: Here Maps

Durante os nossos testes, localizamos ambos os mapas entre o cruzamento da Rua Bolívar e a Avenida Nossa Sra. De Copacabana, em Copacabana, Rio de Janeiro. O Google Maps apresentou um mapa com pouquíssimas informações, sendo mostrados apenas os nomes das ruas principais e pontos de interesses mais próximos;

Here Maps oferece mais informações no mapa do que Google Maps no modo offline

Já o Here Maps mostrou um mapa bastante informativo e útil. Nele, havia comércios, paradas de ônibus e demais transportes públicos, nome de todas as ruas exibidas na tela e também uma visualização 3D completa. Ao adicionar um ponto no mapa, o Here mostrava o nome da Rua e o número mais próximo, enquanto o Google dá apenas as coordenadas.

Pesquisa offline: Empate

Google Maps e Here mostram o local pesquisado mesmo desconectados da Web

Ao pesquisar pela Avenida das Américas 700, na Barra da Tijuca, Rio de Janeiro, ambos os aplicativos localizaram sem problemas. Além disso, os dois permitiam salvar o local entre os favoritos e compartilhar com amigos e redes sociais. O Maps traz ainda uma ferramenta para medir distâncias em linha reta.

– Navegação offline: Empate

Ainda no ponto citado na Barra da Tijuca, solicitamos que os aplicativos nos guiassem até o local, partindo de Niterói. Ambos os mapas mostraram o trajeto que seria tomado, bem como o tempo estimado. O Here Maps destacou-se ainda por mostrar um caminho alternativo ao indicado, o que aponta uma maior flexibilidade e inteligência do modo offline do app.

Tanto o aplicativo do Google como o da Nokia deram orientações por voz durante a navegação, sendo que o Here mostra também o limite de velocidade da via. Além disso, em nossos testes, ambos conseguiram reorientar a rota quando saímos do trajeto planejado. Se o motorista quiser uma previsão mais precisa do tempo estimado, é importante navegar online nos dois apps, já que isso dá acesso às condições de tráfego na via.

Google Maps e Here Maps são capazes de mostrar navegação com orientação de voz

O Here Maps oferece ainda uma vantagem para quem não quer gastar dados: um botão para ativar o modo offline. Com a função ativada, mesmo que o telefone esteja conectado, o aplicativo não fará nenhum download durante o percurso e o usuário poderá receber seus alertas de e-mails, redes sociais e ligações. Já o Google Maps não possui essa função.

– Disponibilidade: Here Maps

O Google Maps está disponível atualmente apenas para Android, iOS e em navegadores, porém apenas o sistema do Google possui suporte à navegação offline até o momento. Quem estiver usando o Maps no browser conectado à sua conta poderá ver o histórico de pesquisa no celular e também enviar um local direto do site para o telefone.

Here Maps é capaz de apontar caminhos alternativos ao usuário (Foto: Reprodução/Elson de Souza)

Já o Here Maps tem uma abrangência muito maior: Android, iOS, Windows Phone, Tizen, computadores e tablets com Windows, navegadores e até os relógios Gear da Samsung. Com isso, a serviço promete oferecer uma boa economia no consumos de dados em todos os dispositivos do usuário, sincronizando pesquisas através de uma mesma conta cadastrada.

Conclusão: Here Maps

A chegada do modo offline ao Google Maps é, sem dúvida, uma grande notícia para os milhões de usuários do serviço no Brasil. No entanto, o aplicativo ainda precisa consertar alguns pontos importantes, como o download de mapas com divisas políticas e mais intuitivas, além da inclusão de mais informações nos mapas baixados.

Enquanto isso, o Here conta com a vantagem de já oferecer mapas offline há alguns anos e saber bem do que o usuário precisa. Além do download simples, o aplicativo conta com mais informações que o rival, um sistema de cores mais explicativo e também o modo offline próprio, que não obrigará o usuário a se desconectar da Internet durante a navegação.

Embora o Google tenha evoluído bastante na integração entre a versão web e mobile, o serviço ainda continua ignorando o Windows em computadores, tablets e celulares. Já o Here oferece a garantia de que, não importa qual dispositivo seja usado, o serviço estará presente e seus dados poderão ser sincronizados através da conta do usuário.